4 de Abril de 2018

UBER

A presente pesquisa tem por objetivo compreender a controvérsia pública em torno da implantação do aplicativo de carona compartilhada Uber no contexto brasileiro. Desde a sua chegada ao Brasil na cidade do Rio de Janeiro em maio de 2014, os diversos agentes afetados pelo Uber (taxistas, passageiros, prefeituras, juristas, etc.), passaram a tecer uma controvérsia em torno do uso do aplicativo. A velocidade com que a controvérsia invadiu os jornais e os argumentos que foram proferidos por partidários e contrários ao aplicativo parecem não permitir uma análise sociologicamente sóbria do problema prático colocado pelo Uber. A investigação será realizada com o auxílio de métodos avançados de web scraping para a coleta das matérias dos principais jornais brasileiros, pronunciamentos nas Câmaras Municipais das principais capitais do Brasil e decisões jurídicas. A pesquisa vai utilizar Computer Assisted Qualitative Data Analysis (CAQDAS) através do software ATLAS.ti para análise dos dados. Ao final teremos uma enorme base de dados disponível a diversos pesquisadores que podem, de acordo com o seu interesse, enfatizar aspectos específicos dentro das matérias.

Status: Em andamento.

Membros: Leonardo F. Nascimento (Coordenador), Jefte Batista (Iniciação Científica/PIBIC), Juciane Batista (Iniciação Científica/PIBIC).

Produção: em breve.